Open Source Sofware


BRASIL 7s: FEMININO COM SONHO ADIADO

Publicado em 12 de Dezembro 2016

dsc_0658Mais uma vez, ficamos muito perto de conquistarmos o inédito título de campeões brasileiros de sevens feminino. Neste domingo, 11 de dezembro, a equipe feminina disputou a última etapa do circuito brasileiro de sevens e chegou à final da competição precisando da vitória para conquistar o campeonato nacional. Mas a equipe do Niterói fez uma excelente partida e adiou o sonho das meninas do São José Rugby.
A etapa foi disputada junto com o tradicional torneio Spac Lions, que contou também com as categorias M19, Adulto masculino e veteranos masculino. E nessas competições, o São José Rugby levou mais duas taças para casa: campeão do torneio de veteranos, com o Cruzeiro do Sul, e campeão do torneio adulto com a equipe do Cruzeirinho.
FEMININO: SONHO ADIADO
A equipe feminina do São José Rugby teve uma final de semana excelente. As joseenses não dependiam apenas de seus resultados para a conquista do título nacional de sevens, pois o Curitiba liderava o circuito. Para ter chances de conquista, o Curitiba não poderia chegar à final e o São José precisava ganhar a etapa.
Foram cinco vitórias seguidas das caipiras: BH Rugby (36x0), Leoas de Paraisópolis (39x0), Delta (12x07), Band (29x0) e Charrua (24x07). Do outro lado da chave, o Curitiba foi derrotado pelo Niterói na semifinal.
Na disputa de terceiro lugar, a equipe do Curitiba precisava vencer o Charrua e depois torcer pelo Niterói na final contra o São José. Após a vitória das curitibanas contra as gaúchas do Charrua, uma cena inusitada nas arquibancadas do SPAC.
Enquanto São José Rugby e Niterói faziam a final, atletas, comissão técnica e torcedores do Curitiba Rugby torciam como loucos na arquibancada pela equipe de Niterói. A vitória da equipe fluminense daria o título ao Curitiba. Com cânticos tradicionais da equipe do Rio de Janeiro, a equipe do Paraná passou o jogo todo na torcida.
cruzeiraoEm campo, a equipe joseense não se encontrou. Chegou a estar à frente do marcador, mas com três erros cruciais, em momento que exercia grande pressão no ataque, a equipe de São José dos Campos acabou sofrendo três tries seguidos. Ao final da partida, enquanto as jogadoras do São José saíam do campo, atletas de Curitiba e Niterói faziam a festa na arquibancada pelo bi campeonato das paranaenses.
Com o resultado da final, a equipe do Curitiba ficou com o primeiro lugar do Circuito, seguida de Niterói e São José Rugby. O resultado não abalou a confiança nas atletas. O diretor de esportes João Malaia declarou que a confiança é total no grupo de atletas e na comissão técnica:
“Se tem alguém neste clube que merece ser apontado como exemplo é a equipe feminina. Nós sabemos o quanto elas trabalham, a quantidade de coisas a que renunciam. São atletas muito novas, mas com uma mentalidade e uma força impressionantes. Estávamos em campo com atletas de alto nível com apenas 18, 17 e até 16 anos. Fomos bi campeões paulistas no adulto, tri campeões paulistas no M18, campeões paulistas no M16 e no Brasileiro de Sevens, ganhamos representando São Paulo no M16 e M18. É questão de tempo. Temos muito orgulho das atletas e do trabalho de toda a comissão técnica”.
CRUZEIRO DO SUL E CRUZEIRINHO FIZERAM A FESTA NO SPAC
O tradicional torneio do Spac Lions teve, mais uma vez, festa joseense. A equipe veterana, o Cruzeiro do Sul, fez um excelente torneio no sábado e não deu a menor chance para os adversários.
cruzeirinhoDisputado em sistema eliminatório, a equipe venceu os veteranos do Rio Branco (Pelicanos Negros) por 35 a 0, do Band (Bandsauros) por 33 a 5 e da equipe anfitriã na final (SPAC Highlanders) por 24 a 0. É a segunda vez que o Cruzeirão vence a competição.
Na categoria adulta, os atletas do São José Rugby, pelo segundo ano seguido, atuaram com uma equipe em homenagem aos veteranos do clube, o Cruzeirinho. Neste ano, a equipe contou com três excelentes reforços do Jacareí Rugby: Mathias, Lucas Drudi e Matheus Cruz. Além disso, o atleta Estrela também atuou pela equipe.
Pela falta de conjunto, a equipe sentiu muito as partidas no primeiro dia. Após a vitória apertada contra os Leões de Paraisópolis (17x14), a equipe foi derrotada pelos cariocas do Guanabara (26x12), campeões de 2015. No domingo, a equipe se encaixou e não perdeu mais.
Primeiro, vitória contra o BHB (49x0) e classificação para as quartas de final da Taça de Ouro. Depois vitória nas quartas de final contra a Poli (26x07) e na semifinal contra o Pasteur (12x0). Na grande final, a equipe do Cruzeirinho enfrentou, assim como o Cruzeiro, os donos da casa, o SPAC. E em uma partida emocionante, o Cruzeirinho conseguiu um try na última bola  e a virada no placar após a conversão.
Siga nossas redes sociais e saiba tudo sobre o São José Rugby e sobre seus atletas com conteúdos exclusivos:
Facebook: Facebook/saojoserugbyclube
Twitter: @saojoserugby
Instagram: @saojoserugby
Soundcloud: radiosaojoserugby
Youtube: saojoserugby

O São José Rugby Clube tem parceria através de patrocínio direto, permutas, convênios, parcerias e leis de Incentivo Fiscal com entidades como a Prefeitura Municipal de São José dos Campos, com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e com o Governo do Estado de São Paulo e com as empresas: Instituto CCR e CCR NovaDutra, Original Volkswagen, Anglo Cassiano Ricardo, MedLink Emergências Médicas, Imobiliária Kogake, Plani Diagnósticos Médicos por Imagem, Academia Runner SJC, Sanrad Uniformes de Rugby, Clube Thermas do Vale, CNA Inglês, Aliança Francesa, Uniodonto e UNESP-São José dos Campos.

Fonte: Assessoria de Imprensa São José Rugby